Haicai Brasileiro

Edson Kenji Iura

Trote (tema para maio)

O trote aqui é entendido como o conjunto de atividades em que os novos alunos dos cursos universitários são submetidos a situações não raro vexatórias, tendo em vista sua iniciação ao novo ambiente, à maneira de um rito de passagem. Nas primeiras universidades europeias, ainda na Idade Média, queimavam-se as roupas e raspavam-se os cabelos dos novatos por profilaxia, entre outras medidas para segregar os calouros dos veteranos. Em nossos tempos, as provações não raro ultrapassam o limite do aviltamento, com registros de lesões físicas e até mortes rondando as notícias policiais. Por lamentável que seja e condenado por parte da sociedade, o trote permanece firmemente enraizado como tradição acadêmica, realimentado ano após ano pelos veteranos que já foram calouros e esperam o dia da desforra, não contra seus velhos algozes, mas contra novas levas de calouros. Iniciativas recentes como o “trote solidário” procuram abrandar o lado ruim da tradição.

 

Dia de trote –

O filho já veterano

chega à maioridade.

Nempuku Sato

Comentários
Loading...