HAICAI BRASILEIRO

O Jornal Nippak publica aqui os haicais enviados pelos leitores. Haicai é um tipo de poema que se originou no Japão. Seu maior expoente é Matsuo Bashô (1644-1694). O haicai caracteriza-se por descrever, de forma breve e objetiva, aspectos da natureza (inclusive a humana) ligados à passagem das estações. Hoje, no mundo inteiro, pessoas de todas as idades e formações escrevem haicais em suas línguas, atestando a universalidade dessa forma de expressão.

 

Envie seus haicais (no máximo três de cada tema sugerido) digitados ou em letra legível, com nome (mesmo quando preferir o uso de pseudônimo), endereço e RG.

Cada pessoa pode participar com apenas uma identidade.

A seleção dos trabalhos é feita pelos haicaístas Edson Kenji Iura e Francisco Handa.

 

 

Envie suas cartas para:

Haicai Brasileiro

A/C Jornal Nippak

Rua da Glória, 332

CEP 01510-000 São Paulo-SP

E-mail: jornaldonikkey@yahoo.com.br

Cc. ashiguti@uol.com.br

 

 

 

TEMAS DE MARÇO

 

Março – Bonina – Cutia

 

Roendo coquinho

espalhadas pelo parque…

cutias…cutias!

Benedita Azevedo

Magé, RJ

 

No ladeirão,

a desculpa para um respiro –

Flores de bonina.

Carlos Martins

São Paulo, SP

 

ninguém se importa

espalhadas pelo campo

boninas floridas

Carlos Viegas

Brasília, DF

 

Cheia no Pantanal –

Cutia perde o passo

E mergulha na poça

Cássio Rodrigues

Campo Grande, MS

 

saída à tardinha

a cutia esfomeada

banquete de manga

Débora Novaes de Castro

São Paulo, SP

 

na tumba dos avós

um vaso de boninas brancas

brilha ao luar

Elisa Campos

São Paulo, SP

 

Arrancava a flor

na infância e a semente preta

Bonina vermelha.

Iraí Verdan

Magé, RJ

 

Que desolação!

Tudo comido por cutias

vorazes, famintas…

Irene Fuke

São Paulo, SP

 

a noite vai alta –

o perfume das boninas

depois do portão

José Marins

Curitiba, PR

 

Namorado traz

nas mãos apaixonadas

bonina rosada

Madô Martins

Santos, SP

 

Março chegou…

E com ele este frescor

no final da tarde.

Mahelen Madureira

Santos, SP

 

Era fim de março.

A memória ainda guarda

o varal vazio.

Mário A. J. Zamataro

Curitiba, PR

 

no atalho da estrada

caminhão buzina forte –

cutia atravessa

Regina Alonso

Santos, SP

 

Abre e logo fecha

Sua janela o vizinho –

Tardinha de março.

Reneu Berni

Goiânia, GO

 

Pergunta a menina

Se ela perdeu o rabo –

Cutia no zoo.

Reneu Berni

Goiânia, GO

 

manhã no quintal:

boninas florescendo

uma após outra

Rose Mendes

Ilhabela, SP

 

Bonina em flor

Tão esquecida no canto

Sem chamar a atenção.

Yone

São Paulo, SP

 

Chega o mês de março –

minha avó senil pergunta

se o ano acabou.

Zekan Fernandes

São Paulo, SP

 

 

 

Temas de maio (postar até 10 de abril)

Dourado – Pinha – Trote

 

Temas de junho (postar até 10 de maio)

Frio – Poinsétia – Roupa caipira

Comentários
Loading...