ERIKA TAMURA: Jovens de Araçatuba fazem mutirão de impeza

Certa vez, li aqui mesmo no Jornal Nippak, sobre o “Revitaliba”, onde um grupo grande, liderado pelo cônsul do Japão, fez um mutirão de limpeza pelo bairro da Liberdade em São Paulo. Achei o máximo!
E qual não foi a minha surpresa, quando a minha filha Melissa, veio me contar a novidade em que o seu grupo de amigos, decidiram fazer um mutirão de limpeza na praça João Pessoa, em Araçatuba.
Segundo a Melissa, a ideia surgiu após a aula de química ambiental, onde o professor explicou sobre a chuva ácida e a importância do descarte do lixo seletivo. Esse foi o ponto que deu início à conscientização dos jovens, e assim, um grupo foi criado no whatsapp, onde 7 jovens se mobilizaram para o trabalho de campo.
Eu como mãe, sinto-me extremamente orgulhosa! E como tal, vejo que acertei na educação dos meus filhos. Impressionante como é bom falar isso,e melhor ainda ouvir isso, estou no caminho certo.
Moro fora do Brasil, e vejo tantas notícias ruins envolvendo essa nova geração que, por muitos momentos me sinto apavorada, mas a atitude desses jovens me mostrou que, existem adolescentes que estão amadurecendo praticando a cidadania benemérita, ou seja, não estão aficcionados em mídia social, nem em pensamentos destrutivos, pelo contrário, correm pelo bem e, pela conscientização em querer um mundo melhor.
No Japão, as ruas são limpíssimas e, pasmem, não tem garis! E como conseguem esse feito? Conscientização da população. E isso vem desde o berço, aprende-se dentro de casa e pratica-se na escola, desde sempre! Para nós brasileiros, o que pode ser uma novidade, para os japoneses, trata-se apenas de “afazeres do dia a dia”.
Daí me perguntam: “Mas quem mantém os parques limpos?” Os moradores do bairro, mas como a maioria da população é consciente, não joga-se o lixo nas ruas, somente em lixeiras. E outro detalhe, em lugares com grande concentração de pessoas nas ruas, o governo retirou as lixeiras. Uma atitude preventiva contra terrorismo, portanto, a ideia é que cada um é responsável pelo seu lixo. Portanto, quando não se tem lixeira na rua, guarda-se o lixo, levando para casa para descartá-lo adequadamente.
Descarte correto do lixo no Japão é uma questão de cidadania.
O Brasil está longe disso? Sim, pode ser que esteja, mas com o exemplo desses jovens de Araçatuba e o Revitaliba, podemos ter esperanças.
Não é porque a minha filha está envolvida nisso que abordei esse assunto, mas daria destaque de todo jeito, independentemente de quem fosse, afinal, atitudes nobres, merecem destaques!
Os jovens participantes do projeto são:
Melissa Kaori Tamura Sumida
Ana Luíza Arcain
Alissa Baptista Gabas de Carvalho
Letícia Dantas de Paula
Melanie Brenda Lora Balbo
João Vitor Tannus
Stephanie Cassimiro Ramos

Comentários
Loading...