ERIKA TAMURA: Japão e Coreia do Sul: relação abalada

Retornei ao Japão, não faz nem um mês, mas desde que estava no Brasil, eu li sobre a relação comercial entre Japão e Coreia do Sul. O que eu li é que a relação comercial estava abalada e que coreanos estavam protestando nas ruas de Seul, e impondo um boicote dos produtos japoneses.
Achei que encontraria o Japão economicamente abalado quando cheguei no Japão, mas não. Não vi nenhuma mudança impactante em primeira escala.
Se não fosse as notícias nas mídias locais, eu nem imaginaria que estaria tendo esse tipo de conflito econômico.
Ou os japoneses não estão ligando a mínima, ou realmente essa crise com a Coreia do Sul pouco impacta no Japão. Ou as duas coisas.
Os protestos de uma parte da população coreana contra o Japão, é antigo. Vira e mexe sempre acontece, pois durante a guerra, o Japão cometeu atrocidades contra o povo coreano, fazendo com que os coreanos trabalhassem para o exército japonês, e que, as mulheres coreanas servissem como escravas sexuais do exército japonês. O povo coreano que sai em protesto, exige um pedido de desculpas formal do governo japonês diante esse passado, o que não foi feito até hoje. Em contrapartida, o governo japonês alega que na guerra, vale tudo. E com isso a relação política entre japoneses e coreanos, segue de forma deteriorada e isso vem se arrastando durante todos esses anos.
Então, chegamos ao ponto em que qualquer tipo de desavença, por menor que seja, acaba por tomar proporções gigantescas, devido aos resquícios do passado. Mais do lado sul coreano, do que do lado japonês.
Andando pelas ruas de Tóquio, não sei se pode servir como parâmetro comercial, mas devido à grande demanda consumista, vou usar como termômetro no meu raciocínio, percebi que existe no mercado muita oferta de produtos coreanos, e isso não mudou! O povo japonês continua comprando maquiagem coreana, doces coreanos, camisetas coreanas, continua escutando K-pop, enfim, nada de anormal, pelo menos no consumidor final.
Sei que o assunto é mais complexo e vai além do K-pop, mas para mim, que estou nessa ponta final do setor econômico, não percebo grandes mudanças no Japão.
Mas como o assunto envolve várias áreas e setores bem maiores no qual não tenho todo o conhecimento, vi que a Coreia do Sul está preparando o seu exército para se defender do Japão. Tudo porque, Coreia do Sul e Japão disputam algumas ilhas no mar do Japão, onde a Coreia do Sul ocupou-as e o Japão reivindica as ilhas, acusando a Coreia do Sul de ocupa-las ilegalmente.
Sem contar que, em julho o Japão impôs novas restrições à exportação de alguns produtos fundamentais para a área tecnológica, causando assim todas as represálias desencadeadas até o momento.
É um conflito que está longe de um acordo pacífico, mas que por enquanto, as atitudes têm girado em torno de respostas econômicas, mas nada garante que não partirão para um combate de armas. Será?

Comentários
Loading...