EMPREENDEDORISMO: Governo de São Paulo inaugura nova sede da Jucesp e Walter Ihoshi vê desafios

(Aldo Shiguti)

“É graças a uma boa liderança e a firmeza de princípios e foco que o Walter Ihoshi conduz – e conduz muito bem a Junta Comercial do Estado de São Paulo. Por isso peço a todos que possam dirigir a ele e sua equipe uma calorosa salva de palmas”. O elogio foi feito pelo governador João Doria (PSDB) ao presidente da Jucesp (Junta Comercial do Estado de São Paulo), Walter Ihoshi, no último dia 25, durante inauguração da nova sede da Junta, localizada no bairro da Lapa, na capital paulista. Estiveram presentes também o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, a secretária do Estado de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen e a vice-presidente da Jucesp, Adriana Flosi, além de prefeitos de cidades do interior.
Na ocasião, Doria anunciou também também a abertura de empresas de baixo risco em 24 horas – no início deste ano a média era de 4 dias. O Governo de São Paulo prevê que até 2022 o empreendedor paulista consiga abrir sua empresa em 3 horas.

Governador João Doria participou da inauguração da nova sede da Jucesp no último dia 25 (Jiro Mochizuki)

O governador destacou que, a nova sede – “mais agradável e mais funcional” – “deve influenciar no resultado do trabalho daqueles que aqui estão e também dos que procuram a Junta Comecial, embora hoje tudo se faça eletronicamente”.
“Estamos falando de uma entidade que, no ano que vem, vai completar 130 anos. São raras as instituições, empresas e organizações, no Brasil, que alcançam 129 anos. Sobretudo, com essa juventude tecnológica, que hoje predomina na Jucesp, com um trabalhado coordenado com a sua equipe e também da Prodesp”, declarou o governador, lembrando que a Jucesp “é a maior Junta Comercial da América Latina, a mais representativa, a mais importante e a maior em volume de negócios em todo o continente”.

Aceleração – “Por aqui passam 40% de todo o movimento de abertura ou fechamento – esperamos que mais aberturas do que fechamentos – de todas as empresas no país, em qualquer tamanho e em qualquer dimensão. É o exemplo de São Paulo, do trabalho e da dedicação de São Paulo para o Brasil”, destacou Doria, acrescentando que a geração de empregos, “ao lado da segurança pública, são as duas maiores prioridades do Governo do Estado de São Paulo”.
Segundo o governador, “a Junta Comercial, que já foi um problema recente para nós, hoje é o contrário, é um vetor de aceleração para abertura de empresas”.

A secretária Patrícia Ellen: “Nova fase do desenvolvimento de SP” (Aldo Shiguti)

Patrícia Ellen destacou a importância da inauguração da nova sede. “Hoje é um dia muito importante porque também estamos inaugurando a nova fase do desenvolvimento econômico no Estado, que irá melhorar o processo de abertura e fechamento de empresas. Oferecer a melhor experiência aos empreendedores é a nossa prioridade”, disse a secretária de Desenvolvimento Econômico.

Bruno: “Uma nova relação entre poder público e a iniciativa privada” (Aldo Shiguti)

Nova relação – Já o prefeito Bruno Covas explicou que “essa nova sede da Jucesp representa não apenas um novo espaço físico, mas uma nova relação entre poder público e iniciativa privada”. “Acreditar nas pessoas, acreditar no empreededor, acreditar na iniciativa privada como gerador de empregos e renda na cidade e no Estado também é a nova filosofia que está impregnada nesta nova sede”, discursou o prefeito, que parabenizou Ihoshi, “colega na Câmara dos Deputados que tem feito um grande trabalho na Jucesp”.

Walter Ihoshi, presidente da Jucesp: “Meta desafiadora” (Aldo Shiguti)

Marco – Walter Ihoshi iniciou seu discurso afirmando que a inauguração da nova sede representa um “marco para a Jucesp”, que este completou 129 anos de existência. O ex-parlamentar lembrou que, “desde que assumimos a Presidência da Jucesp, em fevereiro deste ano, com o objetivo de colocar em prática projetos de modernização do órgão, desenvolvemos um trabalho com uma equipe de colaboradores e parceiros comprometida, competente e dedicada”.
“Todos os esfoços e sinergias tem nos permitido alcançar importantes resultados de transformações necessárias para simplificar a vida dos empreendedores, gerando uma nova experiência aos usuários e um novo relacionamento com a Junta. Desta forma, estamos aprimorando nossos serviços para colaborar com o desenvolvimento econômico do Estado e do país. A inauguração da nova sede na Lapa, é uma das ações que proprociona melhoria dos nossos serviços”, disse Ihoshi, destacando que o prédio foi tombado em 2009 e passou por uma restauração obedecendo as normas do Conpresp (Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo).

Projetos – “Com isso usufruímos de uma estrutura que permite uma melhor distribuição de setores da autarquia, que resulta na otimização do atendimento e do fluxo de processos, somando-se ao moderno data center”, disse Ihoshi, que citou também a proximidade com o “transporte de massa”. “Temos como objetivo encurtar o tempo de abertura de empresas. Missão dada que começa a ser cumprida”, afirmou, observando que, em 2018, o tempo médio para se abrir uma presa demorava cerca de 4 dias. Ele destacou também que, nesse primeiro semestre, a Junta apresentou números superiores no volume de processos comparados ao ano passado. “Hoje, a nossa média mensal é de mais de 130 mil processos protocolados ante aos 125 mil em 2018. Para atender essa demanda, além desta sede, contamos com uma atendimento descentralizado em 36 postos e 42 escritórios regionais sempre em parceria com as Prefeituras Municipais, sendo que 5 deles estão na Capital, na Associação Comercial de São Paulo, na Fiesp, na Sescon, na Fecomercio e na Assimpi, todos em parceria com a prefeitura de São Paulo.
O presidente da Jucesp revelou ainda que estão em andamento também “dois grandes projetos”: a implantação da Junta Digital e o projeto Integrador Estadual. “As Juntas Comerciais sempre foram órgãos de registro mercantil, mas hoje estão se transformando em grandes integradores”, disse Ihoshi, lembrando que a Jucesp faz parte da Federação Nacional das Juntas Comerciais do Brasil e ocupa a vice-presidência responsável pela região Sudeste.
“Reconhecemos nossa responsabilidade por sermos a maior junta Comercial e respondermos por mais de 42% de todos os registros do Brasil. Reafirmamos nosso compromisso com o importante projeto de desburocratização e simplificação em parceria com o governo federal”, disse, acrescentando que o Integrador Estadual é um sistema que possibilita através de um único login a integração para comunicação com órgãos responsáveis pela abertura e legalização de empresas.

O governador João Doria e o presidente da Jucesp, Walter Ihoshi, durante entrevista coletiva (Jiro Mochizuki)

100% digital – “Podemos informar que o Integrador Estadual pressupõe a participação de todos. A Junta tem feito um grande esforço para ampliar o número de municipios que tem status conveniados. Hoje são 382 e precismos fechar o ano com 645. É uma meta muito desafiadora”, admitiu, destacando que outro ponto será sensibilizar órgãos como a Cetesp, os Bombeiros e a Vigilância Sanitária “ para este importante Integrador Estadual”.
E concluiu explicando que a Jucesp tem construído importantes parcerias para o desenvolvimento de seus trabalhos. E citou o Sebrae-SP, a Prodesp e as Prefeituras Municipais. “Esperamos contribuir cada vez mais para o desenvolvimento do nosso Estado, entregando aos empreendedores paulistas uma Jucesp à altura de São Paulo: eficiente, moderna e 100% digital”, concluiu Ihoshi.

Comentários
Loading...