Embaixador Akira Yamada assina acordo em prol dos refugiados venezuelanos no valor de US$ 3,6 milhões

Cerimônia de assinatura do Projeto de Assistência Comunitária (divulgação)
Cerimônia de assinatura do Projeto de Assistência Comunitária (divulgação)

No último dia 6, o embaixador do Japão no Brasil, Akira Yamada, e o representante do Alto Comissariado da Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) no Brasil, José Egas fizeram acordo por troca de notas na Casa da ONU em Brasilia para o “Projeto de Assistência Humanitária aos Refugiados e Imigrantes Venezuelanos” para doação de 3,6 milhões de dólares.
Segundo dados divulgados pela Polícia Federal, entre 2017 e abril de 2019, houve registro de 100 mil solicitações de refúgio e 70 mil solicitações de residência temporária no Brasil. Mesmo assim, muitos venezuelanos ainda enfrentam condições precárias de vida.
Entre as ações beneficiadas pelo Japão estão o registo e a documentação de venezuelanos, a assistência a esta população nas comunidades de acolhida, apoio psicossocial, serviços de saúde e proteção de crianças em projetos que acontecem nos estados brasileiros de Roraima, Amazonas e Pará. Além disso, o Japão apoiará na adaptação dos imigrantes na sociedade brasileira e contribuir para a melhoria da segurança da comunidade brasileira e com isso, contribuir para a assistência humanitária do país e promover a cooperação mútua e benéfica para todos.
“Espero que este projeto apoie a adaptação dos refugiados e imigrantes venezuelanos na sociedade brasileira e contribua para o desenvolvimento social da comunidade local. E, por meio destas ações, possibilite ainda mais o fortalecimento da amizade entre o Brasil e o Japão” discursou o embaixador Yamada durante a cerimônia.

Comentários
Loading...