Eduardo Suzuki assume presidência da Aliança Cultural Brasil-Japão do Paraná

Eduardo Suzuki (Nikkey Shimbun, Kohei Osawa)
Eduardo Suzuki (Nikkey Shimbun, Kohei Osawa)

A Aliança Cultural Brasil-Japão do Paraná realizou em 27 de janeiro, na sede da entidade, em Londrina (região Norte do PR, distante cerca de 380 km de Curitiba), a Reunião Ordinária de 2019. Hiroshi Kamiguchi, presidente da entidade desde janeiro de 2017 – em mandato de dois anos –, se retirou da função e quem assumirá o cargo será Eduardo Suzuki, nissei de 72 anos, que atuou como presidente do Parque do Japão e da Associação Cultural e Esportiva de Maringá (Acema). Com o êxito do Expo Imin 110 no ano passado, que deu destaque para a próxima geração, o novo presidente quer reforçar o apoio as entidades afiliadas e promover a formação das novas gerações.
A reunião teve participação de cerca de 150 pessoas, maior número alcançado até então. O presidente Kamiguchi agradeceu: “O Expo Imin 110 foi magnífico, graças a participação de toda a comunidade nikkei do Paraná. Muito obrigado pela cooperação nestes dois anos”.
O novo presidente Suzuki pediu também a colaboração da nova diretoria e reforçou: “É um grande orgulho tomar posse como presidente. Sinto-me repleto de alegria e expectativas. Meu objetivo é que os jovens herdem o aprendizado e os valores japoneses”.
Para apoiar as entidades nikkeis afiliadas, a associação criou em março de 2017 o “Centro de Intercâmbio Cultural Brasil-Japão”. Composto por 27 pessoas entre jovens e especialistas, este ano estão previstas palestras e atividades informativas para divulgar o programa de treinamento no Japão da JICA, além de atividades culturais e aulas de japonês por voluntários da Jica (Japan International Cooperation Agency). O novo presidente Suzuki quer formar as novas gerações por meio das atividades deste centro.
O deputado federal Luiz Nishimori (PR-PR) relembrou e aprovou o Expo Imin 110: “Foi o melhor festival que já tivemos. Conseguimos alcançar um dos nossos objetivos, que era envolver a nova geração. Foi um grande resultado”. O evento contou com 150 jovens locais na comissão organizadora e participação de cerca de mil voluntários.

Reunião contou com a participação de cerca de 150 pessoas, maior número alcançado até então - Kohei Osawa/Nikkey Shimbun
Reunião contou com a participação de cerca de 150 pessoas, maior número alcançado até então – Kohei Osawa/Nikkey Shimbun

Tempos difíceis – Por outro lado, os tempos estão difíceis para as entidades afiliadas, que sofrem com problemas financeiros. Há dez anos, existiam mais de 70 entidades, que foram reduzidas a 55 atualmente.
“Hoje tivemos a presença de 150 pessoas vindas de todo o estado do Paraná e foi maravilhoso ver o salão cheio. Esta reunião é importante, pois marca o início das atividades da comunidade nikkei no estado. Vamos trabalhar juntos para que este ano seja excelente”, encorajou.
Na ocasião, foi feito o relatório financeiro de 2018 e a receita foi de R$263.946, com gastos de R$439.328, um déficit de R$175.364. O balanço da Expo Imin 110 foi R$1.028.994 com saldo zero.
Neste ano, a Liga Desportiva Cultural Paranaense completa 70 anos e a Aliança Cultural Brasil-Japão do Paraná completa 50 anos de fundação. Na noite de 23 de fevereiro será realizado um jantar comemorativo e, durante a cerimônia, ex-presidentes das entidades serão agraciados com cartas de agradecimento.
(Kohei Osawa, do Nikkey Shimbun)

Comentários
Loading...