Depois de levar Adriana Mayumi para o Japão, produtora nikkei quer intensificar intercâmbio

Adriana Mayumi no palco do Festival no Japão (Arquivo pessoal)

A produtora Yuko Kamakura e a cantora Adriana Mayumi voltaram recentemente do Japão, onde participaram de mais uma edição do Gateway Festival – Bentenjima Hamanako Hanabi, em Shizuoka, na província de Hamamatsu. Atração internacional da festa – uma realização da New Company e patrocínio do Guaraná Água na Boca – Adriana conta que ficou empolgada com a experiência.
“Sou sansei e foi a primeira vez que fui para o Japão. Deu para sentir toda força daquele país e é uma energia incrível, surreal mesmo”, disse Adriana, que aproveitou sua estadia para realizar uma série de apresentações que incluiu apresentações na casa Merry You, em Hamamatsu; Auto Bar, em Gunma; e Minas Grill, em Kakegawa.
Sobre o festival, que terminou com um espetáculo de queima de fogos de artifício – o show dela antecedeu a pirotecnia – Adriana explica que, no ano passado, o evento atraiu cerca de 40 mil pessoas e este ano reuniu artistas japoneses e brasileiros.
No palco, acompanhado pela banda Merry You, ela fez um Tributo aos Carpenters, mas foi ovacionada quando incluiu hits de divas como Lady Gaga. “Mesmo quem não conhecia as músicas dos Carpenters acabaram gostando”, diz Adriana, que não descarta um retorno ao país de seus avós.
“Quase não tivemos tempo para divulgar os shows”, observa a cantora, que começou na carreira artística com 12 anos de idade cantando em taikais antes de participar do programa de calouros do apresentador Raul Gil.

Yuko Kamakura e Adriana Mayumi (Arquivo pessoal)

Gratidão – “Dei uma parada por motivos particulares mas estou sendo resgatada à vida artística pela Yuko Kamakura, uma pessoa que admiro muito desde os tempos do Japan Pop Show”, conta Adriana, afirmando que há cerca de dez anos foi convidada pela produtora para participar de outro projeto seu, o Dream Concert.
“Mas desta vez, quando a Yuko me convidou para ir para o Japão topei na hora”, explica Adriana, que não se cansa de agradecer a amiga e produtora. Segundo Yuko Kamakura, quando o projeto começou a ser idealizado, no final do ano passado, o primeiro nome que surgiu foi o de Adriana Mayumi.
“Para este projeto tinha que ser alguém gabaritado para aguentar o ritmo puxado. Tinha que ser alguém que já tivesse uma certa bagagem”, explica Yuko, acrescentando que não pretende parar por aí. Segundo ela, o projeto terá desdobramento. Responsável por trazer artistas artistas japoneses como Saijo Hideki – que faleceu em 2018 – a dupla Ichimujin e o Yoshida Brothers, Yuko conta que foi um “pontapé”.

Via de mão dupla – “O projeto terá sequência. A ideia é não só levar artistas daqui como também trazer artistas japoneses para se apresentarem no Brasil. Será uma via de mão dupla”, assegura Yuko, lembrando que, na viagem de volta, ela e Adriana Mayumi passaram um susto tremendo na Alemanha. “Já estávamos no aeroporto para pegarmos o avião quando vimos um corre corre. Ninguém falou nada para a gente sobre o que estava acontecendo, mas parecia um filme de ação e suspense”, lembra ela, que por conta do episódio tiveram que passar uma noite em um hotel antes de pegarem o próximo voo.

Comentários
Loading...