Consulado do Japão realiza Cerimônia de Outorga aos Condecorados da Primavera

Os condecorados com o cônsul geral do Japão, Yasushi Noguchi, e dirigentes de entidades nikkeis (Jiro Mochizuki)

O Consulado Geral do Japão em São Paulo realizou, no último dia 25, na residência oficial do cônsul, no bairro do Morumbi (zona Sul de São Paulo), Cerimônia de Outorga de Honraria da Primavera do 1º Ano da Era Reiwa aos residentes no Estado de São Paulo. Na ocasião, foram conferidas a comenda ‘’Ordem do Sol Nascente, Raios de Ouro e Prata’’ para Makoto Yasutake, Fumio Horii e Shinichi Yassunaga; a comenda “Ordem do Sol Nascente, Raios de Ouro com Roseta’’ a Tadayosi Wada e Akeo Uehara Yogui; e a “Ordem do Sol Nascente Raios de Prata” a Shuhei Okano e Jorge Kinoshita “pelos longos anos de imensa contribuição para o engrandecimento das relações bilaterais entre o Japão e o Brasil”.

Recepção no Bunkyo (Jiro Mochizuki)

À noite, os condecorados participaram de uma recepção no Espaço Multiuso do Bunkyo – Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social – no bairro da Liberdade, em São Paulo, organizada por 38 entidades e associações representativas da comunidade nikkei.
A festa contou com a presença de cerca de 200 pessoas, entre familiares, convidados e autoridades, como o cônsul adjunto Akira Kusunoki.
Discursando em nome das entidades co-patrocinadoras, Renato Ishikawa, presidente do Bunkyo, disse que, apesar de atuarem em diferentes áreas, os homenageados têm em comum o trabalho voluntário voltado à comunidade nipo-brasileira com o propósito de engrandecê-la.
Assim como o presidente do Bunkyo fez em seu discurso, também o cônsul adjunto Akira Kusunoki destacou a trajetória de cada um dos homenageados e agradeceu pela grande contribuição dos condecorados em prol da ampliação e do fortalecimento dos laços de amizade entre os dois países.

Jorge Kinoshita – Ordem do Sol Nascente Raios de Prata (Jiro Mochizuki)

Produto – Presidente da Federação de Rádio Taissô do Brasil, Jorge Kinoshita iniciou sua fala afirmando que é “produto” da Associação Cultural e Esportiva Saúde. “Como vocês sabem, a associação é uma entidade que lançou, lança e continuará lançando líderes da nossa comunidade. Lá aprendi muitas coisas e graças a eles hoje estou aqui recebendo esta homenagem”, observou Kinoshita, acrescentando que “a obediência destes líderes aos valores japoneses é que faz muita diferença na comunidade”.
E destacou os benefícios de quem pratrica a ginástica rítmica japonesa, “que torna as pessoas mais saudáveis e fazem com que elas vivam mais”. Segundo ele, a prática constante do exercício matinal melhora a circulação sanguinea, “fundamental no mundo que vivemos”. E convidou todos a aderirem, pois “a comunidade sairá ganhando”.

Shuhei Okano – Ordem do Sol Nascente Raios de Prata (Jiro Mochizuki)

Representando o professor Shuhei Okano, 9º dan de judô, o presidente do Instituto Kodokan do Brasil, Takanori Sekine, leu um discurso no qual o sensei Okano destaca a influência do judô e cita alguns mestres que contribuíram poara o desenvolvimento do esporte no Brasil.

Fumio Horii – Ordem do Sol Nascente Raios de Ouro e Prata (Jiro Mochizuki)

 

 

 

O empresário Fumio Horii, acompanhado de uma comitiva que incluiu, entre outros, o presidente e vice da Associação Cultural de Mogi das Cruzes, respectivamente, Frank Tuda e Roger Kayasima, e o vereador Pedro Komura, explicou que receber tal honraria do governo japonês era motivo de orgulho e uma honra e que a condecoração o estimulará a trabalhar ainda mais em prol da comunidade nikkei.

Tadayosi Wada – Ordem do Sol Nascente Raios de Ouro com Roseta (Jiro Mochizuki)

 

 

Intercâmbio – Presidente da Associação Harmonia de Educação e Cultura, mantenedora do Colégio Harmonia – localizado em São Bernardo do Campo e que teve origem em 1953 com a Casa de Estudantes Harmonia, um local de acolhimento a jovens de todo o país, cuja premissa era o ambiente saudável e voltado aos estudos – Tadayosi Wada lembrou que é o quarto filho do casal Shuichiro Wada e Massue Wada, que chegou ao Brasil a bordo do navio Seatle Maru em 1923.
“Eles iniciaram sua vida de imigrantes no município de Santa Cruz do Rio Pardo e de lá seguiram para a cidade de Promissão até se estabelecerem definitivamente em Mirandópolis, na região Noroeste do Estado de São Paulo, onde nasci e passei a minha infância, dando início à minha jornada, similar à da maioria dos filhos de imigrantes japoneses”, disse Wada, destacando que “sempre procurei conduzir minha vida de maneira modesta e discreta, pautando minha conduta em princípios éticos e buscando preservar o bom conceito que a comunidade nipo-brasileira goza junto à sociedade cosmopolita brasileira”.
Wada, que atuou em várias associações e se envolveu em várias ações sociais, afirmou que “estabeleci como uma de minhas missões disseminar a cultura japonesa e os preceitos de nossos antepassados, de modo particular às crianças e jovens não nikkeis, o que foi possível através do Colégio Harmonia”.
“Nesse sentido vimos aplicando grandes esforços em promover intercâmbios culturais e esportivos com jovens de diversas entidades do Japão”, explicou Wada, que compartilhou a homenagem com todos que contribuíram direta ou indiretamente com suas ações sociais, com seu familiares e, em especial, com sua esposa, Norico, “por seu apoio, incentivo e compreensão”.

Shinichi Yassunaga – Ordem do Sol Nascente Raios de Ouro e Prata (Jiro Mochizuki)

Como presidente da Federação das Associações Culturais Nipo-Brasileiras da Noroeste, Shinichi Yassunaga agradeceu a Embaixada do Japão no Brasil e o Consulado Geral do Japão em São Paulo que no ano passado viabilizaram a visita da princesa Mako à região Noroeste, “o berço da imigração japonesa no Brasil”.
Segundo ele, com apoio “incondicional” do ex-deputado federal Walter Ihoshi, do Bunkyo e da Comissão para Comemoração dos 110 Anos da Imigração Japonesa no Brasil, “a visita nos encheu de orgulho e sentimento de gratidão, nos dando força para estreitarmos ainda mais os laços de amizade entre o Brasil e o Japão”.

Akeo Yogui – Ordem do Sol Nascente Raios de Ouro com Roseta (Jiro Mochizuki)

Responsabilidade social – Condecorado com a Comenda Ordem do Sol Nascente, Raios de Ouro com Roseta, o presidente do Enkyo (Beneficência Nipo-Brasileira de São Paulo), Akeo Yogui afirmou ter “plena consciência de que nada especial fiz para merecer tamanha honraria”. “Sempre participei das entidades da comunidade como um dever e responsabilidade social de ajudar no desenvolvimento da sociedade nikkei e brasileira”, explicou Yogui, acrescentando que, ao longo deste anos, “se consegui realizar algo de positivo foi graças ao trabalho de muitas pessoas que me apoiaram em todas as entidades que tive o privilégio de presidir, contando sempre com abnegados companheiros que trabalharam e me ajudaram no cumprimento dos nossos objetivos, razão pela qual divido com todos esta homenagem”.

Makoto Yasutake – Ordem do Sol Nascente Raios de Ouro e Prata (Jiro Mochizuki)

Yogui externou sua gratidão à Associação Okinawa Kenjin do Brasil, que participa como diretor desde 1994 e que teve “a honra” de presidir de 2005 a 2011 – desde 2012 é presidente do Conselho Deliberativo – à Federação das Associações de Províncias do Japão no Brasil (Kenren), que presidiu de 2008 a 2011, ao Bunkyo – onde foi diretor de 2011 a 2015 e desde 2011 é membro do Conselho Deliberativo – e, por fim, agradeceu ao Enkyo, entidade que atua desde 2005 e preside desde 2017.
E, por fim, agradeceu sua esposa, Maria Iroko, e os filhos Akehiro e Sayuri, à nora, Bruna, o genro, Thiago, e os netos Enzo, Mie e Pedro Hideki “pela compreensão e apoio incondicional”.
Após as saudações, o vice-presidente do Enkyo, Seichisti Saita, comandou o Kanpai.

Comentários
Loading...