Com curadoria de Mirian Tatsumi, 13ª Exposição de Oshibana reúne cerca de 300 obras na Liberdade

Exposição apresenta ao público mais de 300 obras feitas com a centenária técnica oshibana (divulgação)

A artista e professora Mirian Tatsumi organizará, entre os dias 15 e 24 deste mês, das 10 às 19 horas, no Salão Nobre da Igreja Nossa Senhora do Líbano, no bairro da Liberdade, em São Paulo, a 13ª edição da tradicional Exposição Oshibana-Art. O evento anual da escola Oshibana Art traz ao público mais de 300 obras feitas com a centenária técnica oshibana, que desidrata folhas, flores, frutas, legumes e verduras, mantendo texturas e cores. São caixas de jóias, chás e bombons, bloquinhos de anotações, porta-chaveiros, luminárias, bijuterias, marcadores de livros, entre outros.
Este ano, com o tema “Além da realidade” – com muitas lendas, fábulas e fantasias – a exposição apresenta três mandalas com diâmetro de 1 metro. São trabalhos coletivos sob a orientação da mestra e curadora Mirian Tatsumi.
Destaque para as cinco princesas, obras de Mirian e da artista Iumi Terabayashi: Cinderela, Branca de Neve, a Bela Adormecida, Sereia, e a Bela e a Fera, além do Pequeno Polegar, onde foram utilizadas mais de 50 tipos de plantas.

Lançamento – Haverá o lançamento de mesas de centro e canto de madeira com o tampo decorado com arte oshibana e acabamento em resina, além de semi-jóias banhadas em ouro e prata e decoradas com arte oshibana e acabamento em resina (com certificado de garantia).
O público poderá participar do Concurso Anual das Obras, que será dividido em duas turmas: do 1º ao 3º ano – além das obras do ano correspondente, as alunas participarão com cartões postais, classificados por categoria, aberto também para familiares e amigos – e acima do 4º ano – com trabalhos realizados dentro do tema deste ano.
Os vencedores de cada categoria serão revelados no encerramento da exposição, no dia 24 de novembro, às 19 horas.

Conhecendo a arte – A palavra oshibana é um termo japonês e significa flores prensadas e consiste em uma técnica de desidratar flores, folhas, galhos, frutas e verduras mantendo textura e cor original com o objetivo de transformá-las em trabalhos artísticos.
A arte oshibana está presente em cerca de dez países. O Japão se destaca no desenvolvimento dessa arte e no seu aprimoramento em consequência da umidade existente no país que levou a necessidade da criação de técnicas mais elaboradas como o método de fechamento a vácuo dos quadros.
Esse método, desenvolvido pelo mestre da arte Oshibana Nobuo Sugino, presidente da Escola Fushigina Hana Club no Japão, a flor, a partir do fechamento a vácuo, fica livre da umidade e fungos conservando sua cor, textura e nitidez das pétalas e folhas por muitos anos.
Mirian Tatsumi foi uma das pioneiras em trazer a técnica para o Brasil, por volta de 2004. Visitando o Brasil em 2004, Sugino ficou impressionado com a riqueza da flora brasileira, flora essa que recebeu mais destaque e beleza nas mãos da artista Mirian Tatsumi através de suas obras de arte.

A professora Mirian Tatsumi foi uma das pioneiras em trazer a técnica para o Brasil (divulgação)

Sobre a professora – Mirian Tatsumi é filha de japoneses, formada em Relações Públicas e se dedica à arte Oshibana desde 1996. Ela é mestra na arte Oshibana e fundadora da Escola Oshibana Art que é pioneira em divulgar essa técnica no Brasil. Nasceu em 1957 na cidade de Ribeirão Pires em São Paulo e se formou em Relações Públicas na Faculdade Anhembi Morumbi em 1981. Mudou-se para o Japão, vivendo durante 7 anos na província de Chiba.
Foi no Japão que iniciou o aprendizado da técnica Oshibana, tendo como mestre Shizuka Yamada no período de 1996 a 2000. Recebeu a graduação de mestra e autorização para utilizar a técnica e o nome Oshibana Art no Brasil pelo mestre Nobuo Sugino, presidente da escola onde estudou. De volta ao Brasil, fundou a Escola Oshibana Art em 2004 no bairro da Liberdade em São Paulo, foi pioneira na divulgação da técnica no país. Iniciou com apenas 12 alunos ministrando cursos de Oshibana, hoje a escola já formou mais de 200 artistas.

13ª Exposição de Oshibana da escola Oshibana Art
Quando: De 15 a 24 de novembro, das 10 às 19 horas
Onde: Salão Nobre da Igreja Nossa Senhora do Líbano (Rua Tamdandaré, 355 – Liberdade)
Informações pelo telefone:
11/3207-0811

Comentários
Loading...