CMSP homenageia Tadao Yamashita, do Enkyo, com título de Cidadão Paulistano

O homenageado com diretores do Enkyo, o cônsul, o vereador Aurélio Nomura e familiares (Aldo Shiguti)

Em Sessão Solene realizada no último dia 6, na Beneficência Nipo-Brasileira de São Paulo, no bairro da Liberdade, a Câmara Municipal de São Paulo, por iniciativa do vereador Aurélio Nomura (PSDB), concedeu o título de Cidadão Paulistano ao atual vice-presidente do Enkyo e membro da Comissão do Conselho do Hospital Nipo-Brasileiro, Tadao Yamashita.
Além de familiares do homenageado, médicos e funcionários do Enkyo, estiveram presentes o vereador Aurélio Nomura, o cônsul geral do Japão em São Paulo, Yasushi Noguchi, o presidente do Enkyo, Akeo Yogui, o presidente do Conselho Deliberativo da instituição, Yoshiharu Kikuchi e o vice-presidente do Bunkyo (Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social).

Yoshiharu Kikuchi (Aldo Shiguti)

Primeiro a discursar, Kikuchi falou sobre a trajetória de Tadao Yamashita, que nasceu em 1934, em Kyoto, no Japão, e chegou ao Brasil aos 19 anos de idade. “Ele chegou em 1953, portanto, antes da fundação do Enkyo, e trabalhou na roça. Foram pessoas como ele que ajudaram o Enkyo a ser o que é hoje”, destacou.
Já Akeo Yogui se referiu à homenagem afirmando ser o “reconhecimento da trajetória admirável e vitoriosa de uma pessoa que dedicou boa parte de sua vida à nossa entidade”. “Como todos os imigrantes, ele enfrentou e venceu inúmeros desafios com muita coragem, perseverança e trabalho com o propósito de constituir sua família na nova terra”, disse Yogui, lembrando que, em 1969, “há exatos 50 anos, passou a integrar o corpo de funcionários da Associação de Assistência aos Imigrantes Japoneses, entidade cujo nome foi alterado em 1972 para Beneficência Nipo-Brasileira de São Paulo – Enkyo, como é conhecida hoje”.
“Como funcionário da Enkyo, exerceu diversas e importantes atribuições, atingindo o cargo máximo de Secretário Geral em 1998. Em 2005 aposentou-se de suas atividades profissionais e passou a trabalhar voluntariamente compondo a Diretoria da Enkyo”, explicou Yogui, destacando que “o nosso homenageado sabe como ninguém as inúmeras dificuldades que todos os primeiros diretores e funcionários tiveram que enfrentar no árduo trabalho de consolidar a nossa entidade”.

Akeo Yogui (Aldo Shiguti)

Empenho – “A história da construção do Hospital nipo-Brasileiro é um exemplo para todos nós, sei que muitas vezes deixou de receber a justa remuneração por falta de recursos, mas mesmo assim trabalhou com dedicação e entusiasmo. Se hoje a Enkyo desfruta de condição mais favorável, jamais podemos nos esquecer de pessoas como o senhor Tadao Yamashita, que sacrificaram seu precioso tempo para semear os frutos que colhemos hoje”, discursou Akeo Yogui, acrescemtando que ainda nos dias de hoje o mais novo Cidadão Paulistano tem ativa participação na instituição.
O cônsul geral do Japão em São Paulo, Yasushi Noguchi, destacou o importante papel da Enkyo e, após assistir ao vídeo de apresentação, disse que “agora entendo melhor sua trajetória”. E parabenizou toda a equipe por levar adiante o trabalho da entidade, “muito bem apreciado pela sociedade brasileira”.

Cônsul Yasushi Noguchi (Aldo Shiguti)

Sociedade envelhecida – Noguchi disse ainda estar ciente que, em conversas com prefeitos do interior do Estado de São Paulo das diversas cidades que tem visitado, “a saúde é um problema muito sério no Brasil e, ao lado da educação, é tratada como prioridade pelos prefeitos”. “E a Enkyo tem feito um trabalho excepcional nessa área, em especial cuidando dos idosos”, finalizou o cônsul, afirmando que, assim como o Japão – uma sociedade envelhecida – também o Brasil passará pela mesma situação daqui 30 ou 40 anos.

Vereador Aurélio Nomura (Aldo Shiguti)

Ghost Writer – Proponente da homenagem, Aurélio Nomura destacou a importância da cerimônia afirmando que “esta é uma das raras vezes em que o Cerimonial faz uma sessão solene fora da Câmara Municipal para entrega de título de Cidadão Paulistano”. “Mas nada mais justo do que realizar esta cerimônia aqui no Enkyo para entrega desta honraria ao senhor Tadao Yamashita em reconhecimento ao seu trabalho e dedicação a esta entidade, por quase 50 anos e também a outras instituições, sempre com elevado espírito altruístico, de benemerência e de ajuda ao próximo”, disse Nomura, explicando que, “dentre tantas funções que desempenhou com dedicação, uma com certeza poucos sabem”.
“O senhor Yamashita é a pessoa que escrevia em japonês as cartas, ofícios e requerimentos do meu pai, dirigidos às autoridades japonesas dos mais altos níveis. O senhor. Yamashita, portanto, pelo seu alto conhecimento do idioma, foi o ‘ghost writer’, ou seja o escritor fantasma, em idioma japonês do deputado Diogo Nomura”, revelou parlamentar, acrescentando que, em 2005, após aposentar-se, “dona Yukiko, sua esposa, deve ter pensado: ‘enfim, ele vai sossegar um pouco’. Mas sinto dizer, dona Yukiko, que sossegar não parece ser a índole do seu marido, porque mesmo aposentado continuou ocupando seguidamente os cargos de diretor gerente da Beneficência Nipo-Brasileira de São Paulo, membro da Comissão do Conselho do Hospital Nipo-Brasileiro, presidente do Conselho Deliberativo da Associação Musicoterapia e diretor vice-presidente da Beneficência Nipo-Brasileira de São Paulo”.
“Mas dona Yukiko tenha uma certeza: essa destacada trajetória profissional do senhor Tadao, com quem está casada há 63 anos, sempre teve seu apoio e seu incentivo e também dos seus quatro filhos – Sérgio, Sônia, Marly e Celso, que lhes deram oito netos e seis bisnetos. Sem dúvida, dona Yukiko sempre esteve ao lado do seu marido nessa trajetória de sucesso, dando-lhe apoio irrestrito nos momentos mais difíceis, compartilhando as alegrias e também cuidando dos filhos com amor, carinho e dedicação”, concluiu Aurélio Nomura.

Tadao Yamashita (Aldo Shiguti)

Orgulho – Em seu discurso de agradecimento, Tadao Yamashita disse ser uma honra receber este título e ter o seu trabalho reconhecido pelo presidente da Câmara Municipal de São Paulo, vereador Eduardo Tuma, pelo vereador Aurélio e pelo presidente do Conselho Deliberativo da Beneficência Nipo-Brasileira de São Paulo, Yoshiharui Kukichi. Lembrou que, em 2019 a Enkyo completa 60 anos de atividades, sendo que ele contabiliza 50 anos de serviços prestados (de 1969 a 2019) – 36 anos como funcionário e 14 como diretor. “Ainda estou continuando um pouquinho”, brincou Yamashita, que tem como um de seus maiores orgulhos a fundação do Hospital Nipo-Brasileiro. Durante esses 50 anos, “que foram muito intensos”, agradeceu, em especial sua esposa, Dona Yukiko, “que há 63 anos está ao meu lado, sempre me ajudando e me acompanhando, e à família Yamashita, que sempre esteve comigo”.
O brinde foi feito pelo superintendente geral do Hospital Nip-Brasileiro, Walter Amauchi.

Tadao Yamashita com autoridades e convidados (Aldo Shiguti)
Cerimônia foi realizada na sede do Enkyo, no bairro da Liberdade (Aldo Shiguti)
Comentários
Loading...