Câmara Municipal aprova criação de Frente Parlamentar em Comemoração aos 200 anos da Independência

Aurélio Nomura em reunião com o prefeito Bruno Covas (divulgação)
Aurélio Nomura em reunião com o prefeito Bruno Covas (divulgação)

A Câmara Municipal de São Paulo promulgou dia 18 de abril o projeto de Resolução (PR 02/2019) do vereador Aurélio Nomura (PSDB) que cria a Frente Parlamentar em Comemoração ao Bicentenário da Independência do Brasil. A Frente tem como objetivo coordenar as atividades, eventos e projetos relacionados a essa data histórica e, como tarefa primordial, a revitalizar o Parque do Ipiranga, local de referência da Independência e que abriga o Museu Paulista, criado em 1884.
Para o vereador, a celebração dos 200 anos é um momento importantíssimo para repensar o País e sua história, e por isso deve envolver a sociedade em seu conjunto. “Não podemos deixar que aquele conjunto arquitetônico que compõe o Parque da Independência fique abandonado”, defende Nomura.
Aurélio Nomura tem apoiado várias ações de melhoria e revitalização desse ponto de referência histórica do nosso País, com destaque para a renovação e ampliação da parte contigua do Parque da Independência, localizada na Rua dos Sorocabanos, esquina com a Rua Bom Pastor, cujo projeto foi elaborado pela Secretaria do Verde e Meio Ambiente e que em breve deve ser entregue para a população.
A importância dessas obras para as comemorações dos 200 anos da Independência e para a cidade foi o principal assunto que o vereador Aurélio Nomura e lideranças da região do Ipiranga trataram na reunião com o prefeito Bruno Covas e o secretário do Verde, Eduardo de Castro, em junho do ano passado. Com a conclusão do projeto de revitalização, a área total do Parque da Independência deve aumentar para mais de 200 mil m².

(Divulgação)
(Divulgação)

As obras foram divididas em duas etapas. Nesta primeira, o Parque da Independência recebeu melhorias que incluem a recuperação dos acessos de circulação dos pedestres, como a pavimentação, adequação do portão de entrada e reforma de parte do gradil, escadas de acesso e rampas. Já a segunda fase, para a qual o vereador destinou recursos de R$ 300.000,00 serão implantados equipamentos de recreação como a pista de skate, playground infantil, academia de terceira idade, além de uma grande praça e uma arena ao ar livre.

Melhorias – Declarada de utilidade pública em 2005, esta parte do Parque da Independência em recuperação estrutural e paisagística abrigou o antigo Instituto Bom Pastor e conta com área de mais de 26 mil m². No local existe a capela do século 19 “Bom Jesus do Horto”, também conhecida como Igreja Ortodoxa Russa da Nossa Senhora da Anunciação, a mais antiga da cidade construída em 1893, tombada pelo IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, CONDEPHAAT – Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico e o CONPRESP – Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo.
As obras completas de melhorias deverão ser entregues dentro do prazo para as comemorações do Bicentenário da Independência. “Estamos há anos lutando por esta área e agora poderemos comemorar o bicentenário entregando um parque amplo e equipado, além de preservar a história do Brasil”, comemora o vereador.

Museu do Ipiranga – Outro local que vem merecendo a atenção do vereador com vistas à comemoração do Bicentenário é o Museu Paulista, dentro do Parque da Independência, pertencente à Universidade de São Paulo. Fechado por problemas estruturais desde 2013, a USP iniciou em meados do ano passado o processo de recuperação do edifício, com a retirada de objetos. As obras de restauração, por sua vez, devem começar no segundo semestre deste ano e custarão entre R$ 80 milhões e R$ 100 milhões.
Preocupado com o estado de conservação do Museu, o vereador esteve em visita técnica, em outubro do ano passado, acompanhado da diretora do museu, professora Solange Ferraz de Lima e autoridades da região.
“Estava preocupado com a segurança, após o incêndio que destruiu completamente o Museu Nacional, no Rio de Janeiro, mas durante a visita fomos informados que a estrutura da construção está bem conservada, fato que nos tranquiliza. Agora, precisamos aguardar a recuperação completa do Museu Paulista dentro do prazo, pois seria decepcionante o prédio mais representativo da data estar fechado nas comemorações do Bicentenário da Independência, em 2022”, conclui o vereador Aurélio Nomura.
(da Redação)

Comentários
Loading...