Associação de Ex-Bolsistas celebra Dia das Mães no Aizomê

Cônsul Yasushi Noguchi com membros e simpatizantes da Associação Brasileira de Ex-Bolsistas (Jiro Mochizuki)
Cônsul Yasushi Noguchi com membros e simpatizantes da Associação Brasileira de Ex-Bolsistas (Jiro Mochizuki)

A Associação Brasileira de Ex-Bolsistas do Gaimusho Kenshusei (Ministério dos Negócios Estrangeiros do Japão), realizou no último dia 8, no Restaurante Aizomê da Japan House São Paulo, evento para celebrar o Dia das Mães. Destaque para a presença de três cônsules: o geral, Yasushi Noguchi; o adjunto, Akira Kusunoki e a cônsul de Assuntos Políticos e Gerais do Consulado Geral do Japão em São Paulo, Reiko Nakamura.
Como observou o presidente da associação, Marcelo Shiraishi, foi o primeiro evento do Aizomê na JHSP, cuja inauguração aconteceu no dia 23 de abril. Shiraishi lembrou que perdeu sua mãe quando tinha 25 anos mas que, um ano depois, encontrou Telma Shiraishi, e hoje é pai de duas lindas moças, Juliana, de 21 anos, e Livia, de 15.
“Quando sua mãe não está presente, a gente acaba se distanciando da família, mas no meu caso, tive a felicidade de encontrar a Telma logo depois”, disse Marcelo.

A ala feminina da associação comanda o brinde no Dia das Mães (Jiro Mochizuki)
A ala feminina da associação comanda o brinde no Dia das Mães (Jiro Mochizuki)

O cônsul geral do Japão em São Paulo, Yasushi Noguchi, parabenziou a chef Telma Shiraishi pelo sucesso da nova casa, “que recebeu muitos visitantes desde que foi inaugurada”. Não por acaso, lembrou, com orgulho, que a chef – que no dia 10 deste mês recebeu o título de Embaixadora da Boa Vontade da Difusão da Culinária Japonesa – também comanda a cozinha de sua Residência Oficial.

Passagem de era – Noguchi disse que passou praticamente todo o mês de abril no Japão, onde observou de perto a passagem da era Heisei para a era Reiwa. “A população está muito animada com essa mudança”, disse Noguchi, afirmando que a grande diferença da passagem da era Showa para a Heisei e da Heisei para a Reiwa é que a primeira ocorreu em função da morte do imperador Hirohito. “Naquela ocisão, o povo japonês estava triste e agora criou-se uma expectativa muito grande. Estamos muito ansiosos e esperançosos”, explicou Noguchi, acrescentando que em 2020 o Japão sediará os Jogos Olímpicos e Paralímpicos e em 2025 a cidade de Osaka voltará a sediar a Exposição Universal (Expo 2025).
“São dois grandes eventos que farão com que o Japão continue chamando atenão do mundo”, afirmou. “Acredito que vocês devem ter muito orgulho de ter sangue japonês e esperam muito que o Japão continue sendo este país pujante, de respeito e de prosperidade. Da minha parte, vou continuar trabalhando para estreitar ainda mais os laços entre os dois países”, ressaltou Noguchi, que explicou ainda o siginificado de “Reiwa” (“bela harmonia”) e destacou as mudanças que também estão acontecendo no Brasil, agora sob a administração do presidente Jair Bolsonaro (PSL).
Segundo ele, Bolsonaro deve realizar sua primeira visita oficial ao Japão nos dias 28 e 29 de junho, quando acontece a 14º reunião de cúpula do G20, em Osaka.
“Esperamos que, com que sua primeira visita oficial ao Japão, o presidente possa conhecer ainda mais o Japão e que a relação entre os dois países melhore ainda mais”, disse Noguchi que completou 53 anos este mês e foi homenegado ao lado do kenshusei Kihatiro Kita com direito a bolo de aniversário bu Telma Shiraishi.

Kita e cônsul sopram as velinhas observados por Telma Shiraishi (Jiro Mochizuki)
Kita e cônsul sopram as velinhas observados por Telma Shiraishi (Jiro Mochizuki)

Homenagem – Coordenado por Esther Yoshinaga, o encontro contou ainda com uma homenagem ao ex-desembargador Kazuo Watanabe, bolsista em 1965, por ocasião do lançamento da obra “Acesso à Ordem Jurídica Justa”, ocorrido no dia 22 de fevereiro deste ano, no Salão Nobre da Faculdade de Direito da USP, no Largo São Francisco, em São Paulo.
Coube ao vereador Aurélio Nomura (PSDB), falar sobre o homenageado. “O doutor Kazuo Watanabe foi alçado ao Tribunal de Justiça à época do Laudo Natel, venceu desconfianças e abriu portas para vários outros desembargadores que vieram depois, mostrando que os descendentes de japoneses tinham , acima de tudo, obrigação de honrar os votos daqueles pioneiros que para cá vieram”, disse Nomura, que destacou ainda a participação de Kazuo Watanabe como principal mentor da criação dos Juizados de Pequenas Cuasas (conhecidos atualmente como Juizados Especiais). E finalizou parabenizando todas as mães.

Kazuo Watanabe foi homeneageado pela associação (Jiro Mochizuki)
Kazuo Watanabe foi homeneageado pela associação (Jiro Mochizuki)

Márcia Mariko Nakano, mãe da pequena Evelyn, de apenas 5 anos, fez um discurso emocionado em homenagem ao Dia das Mães e comandou o Kanpai.

Comentários
Loading...