Aliança Cultural Brasil-Japão do Paraná e Bunkyo se reúnem e conversa pode render parceria

Renato Ishikawa e Roberto Nishio se reuniram com lideranças da comunidade nikkei do Paraná (divulgação)

Depois de realizarem duas celebrações distintas no ano passado por ocasião dos 110 Anos da Imigração Japonesa no Brasil, São Paulo e Paraná – Estados que concentram as duas maiores comunidades nikkeis do país – deram o primeiro passo na tentativa de realizar projetos em conjunto. Nos dias 27 e 28 de julho, o presidente do Bunkyo – Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social –, Renato Ishikawa, acompanhado pelo vice-presidente da entidade, Roberto Yoshihiro Nishio, estiveram na cidade de Maringá (PR) para uma visita de cortesia às lideranças nikkeis daquele Estado, entre eles, o presidente da Aliança Cultural Brasil-Japão do Paraná, Eduardo Suzuki, o deputado federal Luiz Nishimori (PL-PR) e o vice-presidente da Acema (Associação Cultural e Esportiva de Maringá), Armando Eda e o vice-presidente da Aliança Cultural Brasil-Japão do Paraná, Yukio Yanaga.
Foi apenas uma conversa, mas o suficiente para deixar os dirigentes das duas principais entidades nikkeis do país animados. “Foi uma visita de cortesia para estreitar nosso relacionamento com a Associação Cultural Brasil-Japão do Paraná e suas filiadas”, explicou o presidente do Bunkyo, Renato Ishikawa, destacando que o resultado do encontro foi “excelente” e “muito produtivo”.
“Foi uma primeira conversa e aproveitamos para convidá-los para conhecer o Museu Histórico da Imigração Japonesa no Brasil”, revelou Ishikawa, acrescentando que visitou também o Parque do Japão e o Centro Cultural e Social São Francisco Xavier e à noite participou de um jantar na Acema em que esteve presente o deputado Luiz Nishimori. “Minha impressão foi das melhores”, se limitou a dizer o dirigente que comanda aquela que é considerada a principal entidade representativa da comunidade nikkei do país.
Para Renato Ishikawa, um dos fatores que motivou a visita foi o encontro que teve com o deputado federal Luiz Nishimori e com o próprio Eduardo Suzuki na Câmara dos Deputados por ocasião das comemorações dos 111 Anos da Imigração Japonesa no Brasil. “Naquela oportunidade disse que iria visitá-los”, lembra Ishikawa, revelando que “existe uma possibilidade de fazermos algo em conjunto em 2022 visando as comemorações do Bicentenário da Independência”.

(Arquivo pessoal)

Diferente – Eduardo Suzuki, que assumiu a presidência da entidade máxima paranaense em janeiro deste ano – presidiu também o Parque do Japão e a Acema – disse ao Jornal Nippak que o encontro “foi muito importante” para uma aproximação entre as duas principais comunidades nikkeis do país. “Eu, como presidente da Aliança Cultural Brasil-Japão do Paraná, e ele [Renato Ishikawa], como presidente do Bunkyo, temos como missão trabalhar para as futuras gerações e a união facilita a troca de ideias”, disse Suzuki, justificando que o contato entre as duas entidades não aconteceu antes por falta de oportunidade. “Acredito que vontade sempre existiu, de ambas as partes”, observou.
Luiz Nishimori, um dos principais responsáveis pelas comemorações dos 110 anos da imigração japonesa no Paraná, disse que “o Renato Ishikawa é um presidente diferente”. “Ele é empresário, foi presidente da NEC e tem um grande conhecimento comercial. Espero que ele faça – e tenho certeza que fará – um grande trabalho à frente do Bunkyo”, frisou o parlamentar, ponderando que, tanto o Renato Ishikawa como o Eduardo Suzuki assumiram recentemente suas respectivas entidades.
“A Aliança Cultural Brasil-Japão do Paraná, assim como o Bunkyo, é uma entidade muito grande. Por ano, realizamos mais de 180 atividades. Cada um mantendo sua representatividade acredito que dá para trabalhar em parceria”, disse Nishimori.

Comentários
Loading...