AGRICULTURA: 49º Prêmio Kiyoshi Yamamoto recebe inscrições até 21 de maio

Kunio Nagai, presidente da Comissão do Prêmio Kiyoshi Yamamoto (Aldo Shiguti)
Kunio Nagai, presidente da Comissão do Prêmio Kiyoshi Yamamoto (Aldo Shiguti)

Entidades interessadas em indicar nomes de pessoas físicas ou jurídicas para concorrerem ao 49º Prêmio Kiyoshi Yamamoto, tem até 21 de maio próximo para fazê-lo. As indicações de pessoas ou instituições que prestaram relevantes contribuições ao Brasil nas áreas de produção vegetal, produção animal, pesquisa, fomento, inovação e difusão de técnicas agropecuárias, bem como ações comunitárias e sociais, devem ser feitas por pelo menos duas entidades representativas dos produtores e da comunidade nipo-brasileira.
A seleção dos candidatos será feita pela Comissão do Prêmio Kiyoshi Yamamoto, presidida pelo engenheiro agrônomo Kunio Nagai.
A cerimônia de entrega está marcada para o dia 8 de novembro na sede do Bunkyo (Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social), no bairro da Liberdade, em São Paulo.
Desde que foi instituído, em 1965, pela Associação Brasileira de Estudos Técnicos da Agricultura (Abeta), o Prêmio – cujo objetivo é homenagear pessoas que, nas suas respectivas atividades agropecuárias, tenham contribuído de modo relevante para o desenvolvimento técnico e econômico da agricultura brasileira – já agraciou cerca de 160 personalidades, sendo a maioria constituída por produtores rurais da comunidade nikkei – alguns pesquisadores e professores também foram indicados.

Critérios – A indicação de candidatos ao Prêmio é feita por pelo menos duas entidades e/ou instituições, sendo uma delas do local onde atua (ou atuou) o indicado. A Comissão do Prêmio Kiyoshi Yamamoto leva em consideração os seguintes critérios: 1) Inovação tecnológica; 2) Originalidade e pioneirismo; 3) Capacidade multiplicadora dos resultados; 4) Sucesso econômico e financeiro; 5) Respeito ao meio ambiente e 6) Atuação na comunidade regional e contribuição à sociedade.
Kunio Nagai destaca que “não é porque ganhou dinheiro que merece o prêmio”. “O trabalho tem que ser útil à sociedade e também espera-se que o indicado tenha compartilhado seus conhecimentos com a sociedade local”, explica Nagai, acrescentando que uma das entidades pode ser a Prefeitura e a outra uma associação ou empresa também da mesma cidade.
Em particular, o candidato da área de produção (animal ou vegetal) deve desenvolver sua atividade de modo sustentável, nas dimensões econômica, ambiental e social e segundo os atributos de produtividade, para garantir a rentabilidade do produtor e a demanda de uma população crescente; equidade, para assegurar uma distribuição mais justa dos benefícios da agropecuária por produtores com maior capacidade de autogestão e melhor organização, em especial na fase de comercialização; resiliência, para permitir ao sistema uma recuperação mais rápida após incontroláveis estresses nos processos de produção (como clima) e comercialização (crises econômicas e importações) e estabilidade, para que as características do sistema possam ser mantidas ao longo do tempo.
A carta de indicação deve incluir também as seguintes informações dos candidatos:
Data e local de nascimento (se for issei, a província do Japão);
Estado civil, nome da(o) cônjuge, filhos;
Nível de escolaridade (se graduado, nome e local da escola);
Local de residência (município e Unidade da Federação);
Tamanho da propriedade (em hectares);
Atividades agrícolas (culturas) e/ou pecuárias (criações);
Atividades comunitárias (cooperativas, entidades de classe, etc.) e
Prêmios e homenagens recebidas.

(Jiro Mochizuki)
(Jiro Mochizuki)

DVD – A seleção dos candidatos é feita pela Comissão do Prêmio Kiyoshi Yamamoto, em duas ou três etapas, para avaliação dos méritos e votação final. “Costumamos ser bastante rigorosos e, às vezes, vamos até o local para conferir o trabalho”, destaca ele, antecipando que já encontra-se disponível o DVD sobre a Cultura de Atemóia, dos engenheiros Takanoli Tokunaga e Augusto Seiji Tokunaga. O preço é de R$ 10,00. O próximo deve ser sobre a cultura do kuri, espécie japonesa da castanha portuguesa no Brasil.

49º PRÊMIO KIYOSHI YAMAMOTO
Inscrições até 21 de maio
Mais informações: Tel.: (011) 3208-1755, com Edna Sato ou e-mail: evento@bunkyo.org.br
Endereço para correspondência: Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social
Comissão do Prêmio Kiyoshi Yamamoto: Rua São Joaquim, 381 – Liberdade – CEP 01508-900 – São Paulo – SP

CERIMÔNIA DE ENTREGA
Dia 8 de novembro de 2019
Onde: sede do bunkyo (Rua São Joaquim, 381 – Liberdade)
Informações pelo tel.: 11/3208-1755

Comentários
Loading...