6º FESTIVAL DA CULTURA KAWAII: Neste final de semana tem ‘Dark Mimi Party’ no Hokkaido

(Aldo Shiguti)

Em português, o termo “dark” pode ter vários significados. Pode se referir à escuridão, às trevas ou a algo sombio. Para os mais antenados pode ser também o nome da série alemã distribuída pela Netiflix. Mas também pode ser o tema da sexta edição do Festival da Cultura Kawaii. O “Dark Mimi Party” acontece neste fim de semana (7 e 8), na Associação Hokkaido de Cultura e Assistência, na Vila Mariana (zona Sul de São Paulo).
Para quem ficou preocupado com o tema do evento, a idealizadora e Embaixadora Kawaii do Brasil, Akemi Matsuda, faz questão de tranquilizar: “Não muda nada. Nossa filosofia continua a mesma”.
“O lado dark não se trata apenas de escuridão, medo, melancolia ou qualquer coisa sombria. O dark também possui o kawaii. Possui a alegria, o sorriso, já que muitos conseguem expressar a sua força interior através deste estilo. Vamos então juntos despertar o nosso lado dark kawaii construindo um ambiente de alegria, unido, de felicidade e muita energia positiva?”, indaga Akemi, acrescentando que para o público a identificação se torna mais fácil.

Kawaii é uma forma de ver e conduzir a vida. Com alegria (arquivo)

Paz e amor – “O tema deste ano facilita a produção”, conta ela, explicando que nas redes sociais a receptividade tem sido das melhores. “É, também, uma oportunidade para que mais pessoas possam conhecer a nossa proposta, que continua sendo paz e amor, mas desta vez com um toque dark”, observa Akemi.
Ainda bem para os fãs e admiradores da cultura kawaii, que terão dois dias para conferir atrações como Kawaii Me (competição em duplas, na qual um participante deve vestir o outro com peças que o tornem ainda mais kawaii); Kawaii Talk, um bate-papo com a escritora de terror e romance Kelly Amorim; Mariana Santarem (youtuber que fala sobre moda) e Thiago Seiji Takahashi, mais conhecido como Thiago Spyked, designer gráfico, desenhista, quadrinhista e arte-educador.
Tem também o Fashion Show, uma das novidades dentro da programação do Mimi Party. Trata-se desfiles de moda com marcas independentes que serão apresentados no palco principal para que o público tenha acesso a lançamentos de peças originais, as quais poderão estar à venda no Kawaii Market. Outra novidade será a aula de japonês com a própria Akemi Matsuda. Para quem não sabe, ela dá aulas de japonês para os funcionários do Hospital Santa Cruz dentro do conceito de atendimento do HSC: humanizado, com calor humano e sempre com um sorriso no rosto.
E para quem também é fã da culinária japonesa, haverá um cardápio temático com destaque para o Dark Yakissoba, com ingredientes 100% naturais e sem nada de corantes, muitos doces fofos, dark Karê, takoyaki e, para quem aprecia cerveja, cerveja artesanal da “Japas Cervejaria”.
“Teremos um cardápio com muitas comidas veganas porque isso está na moda”, explica Akemi, lembrando que o cônsul geral do Japão em São Paulo, Yasushi Noguchi, deve estar presente no domingo.

A Embaixadora Kawaii do Brasil, Akemi Matsuda (arquivo)

Pioneirismo – Pioneira quando o assunto é moda lolita no Brasil, Akemi Matsuda conta que hoje a aceitação por parte das pessoas é bem maior do que quando começou, em 2006. Segundo ela, antes o tema causava estranheza e era motivo de risos. Depois que deu o “start” – como ela gosta de frisar – a situação mudou.
“Começamos não só a falar mais sobre a moda lolita como também passamos a nos expor mais. Hoje, o Festival é frequentado por famílias inteiras”, diz Akemi, afirmando que o conceito de kawaii vai além do visual. Ele pode ser representado em todas as áreas e atitudes de nossas vidas. É uma forma de ver e de conduzir a vida. É respeitar o próximo e transformar a energia pessoal em algo essencial à prosperidade de todos.
Como nas edições anteriores, também este ano o Mimi Party estará promovendo uma campanha de doação de cabelo em prol do Graacc (Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer). Uma mecha de no mínimo 10 centímetros dá direto a dois ingressos.

6º Festival da Cultura Japonesa Kawaii – Dark Mimi Party
Quando: Dias 7 e 8. Dsábado, das 10 às 19h, domingo, das 9 às 17h
Onde: Associação Hokkaido de Cultura e Assistência (Rua Joaquim Távora, 605 – próximo à estação Ana Rosa do metrô)
Ingressos: Inteiro promocional: de R$ 18,00 por R$ 10,00. Meia entrada: R$ 9,00
Posto de venda antecipado: Loja Fancy Goods (R. Galvão Bueno, 224 – Liberdade. Valor promocional de R$10,00)
Venda online:
www.sweetmimi.com.br/loja

Programação*
DIA 7/9 (sábado)

9H: Sons e vídeo
10H: Kawaii Dance
11H: Abertura oficial e Kawaii Talk
12H: Japanese Game Show
13H: Kawaii Talk – Kelly Amorim
13H30: Kawaii Me
14H30: Kawaii Talents
16H: Kawaii Talk – Mariana Santarem
16H30: Desafio Dark or Sweet
17H: Kawaii Game Show
18H: Kawaii Show
19H; Encerramento

DIA 8/9 (domingo)

9H: Som e vídeo
10H: Kawaii Dance
11H: Saudação oficial – Cônsul geral do Brasil em São Paulo
12H: Japanese Game Show
12H30: Fashion Show
13H30: Made by me
14H30: Kawaii Talk – Thiago Spyked
15H: Kawaii Talents
16H: Kawaii Me

Comentários
Loading...