37º Festival comemora 41 anos da Fertbra, 111 Anos da Imigração e Dias Municipal e Estadual

(Aldo Shiguti)
(Aldo Shiguti)

Em comemoração ao seu 41º aniversário de fundação, aos 111 Anos da Imigração Japonesa no Brasil, aos Dias Municipal e Estadual e ao 1º Ano da Era Reiwa, a Federação de Rádio Taissô do Brasil (Fertbra) realizou, no último dia 16, no Centro Esportivo Tietê (zona Norte de São Paulo), o 37º Festival de Ginástica Rítmica Radio Taissô. O evento contou com a participação de cerca de 600 praticantes de 40 associações, inclusive de cidades do interior como Martinópolis, Registro e Paraguaçu Paulista.
Estiveram presentes a cônsul do Japão para assuntos políticos e gerais, Reiko Nakamura; o presidente do Conselho Regional de Educação Física da 4ª Região (SP), Nelson Leme da Silva Júnior e os vereadores George Hato (MDB) e Aurélio Nomura (PSDB), além da professora Valquiria Aparecida de Lima, do CREF/4ª Região.

A professora Valquiria faz demonstração de ginástica laboral (Aldo Shiguti)
A professora Valquiria faz demonstração de ginástica laboral (Aldo Shiguti)

George Hato disse que o rádio taissô é “um orgulho da comunidade japonesa no Brasil”. “A gente fica feliz de ver os praticantes, a maioria da melhor idade, ocupando os espaços públicos como as praças e os parques. Acho importante fortalecer o rádio taissô não só pelos inúmeros benefícios mas também pela mensagem que esta ginástica traz, permeada de valores”, disse George.

O vereador Aurélio Nomura (Aldo Shiguti)
O vereador Aurélio Nomura (Aldo Shiguti)

Aurélio Nomura por sua lembra que, no Brasil, o rádio taissô está associado à terceira idade. “É uma ginástica extremamente importante, desde sua origem. Pela dificuldade de atendimento médico os japoneses criaram o rádio taissô porque a transmissão se espalhava para todo o Japão e a partir daí você tinha melhoria na qualidade de vida e da saúde. E isso permanece até hoje, sendo praticado não só nas praças , escolas e fábricas como também nas praias”, conta Nomura, lembrando que, no passado, houve uma questão levantada pelos técnicos de Educação Física sobre a necessidade de acompanhamento de um profisisonal formado.

Ampliação – “Fomos lá, buscamos apoio, conversamos e aparamos a questão. Por incrível que pareça, tinha um professor de educação física em Mogi das Cruzes, cuja mãe fazia rádio taissô e a tese dele de graduação foi justamente sobre a importância, os benefícios e o valor desta ginástica dentro da nossa sociedade”, diz o parlamentar, revelando que existe uma conversa em andamento junto à Secretaria de Direitos Humanos, dentro do Departamento da Terceira Idade, e também com a Secretaria de Esportes, “no sentido de ampliarmos a prática, quem sabe adequando o horário para um pouco mais tarde, para às 9 horas”. “Isso para mostrar a importância do rádio taissô, que tem também um papel importantíssimo de sociabilidade, de aproximar as pessoas”, destacou Nomura.

Reiko Nakamura parabenizou a Fertbra (Aldo Shiguti)
Reiko Nakamura parabenizou a Fertbra (Aldo Shiguti)

Reiko Nakamura explicou que o rádio taissô foi regulamentado no Japão em novembro de 1928 e desde então vem sendo muito praticado em escolas e empresas, tendo em vista os seus benefícios, “principalmente para a Terceira Idade”. E parabenizou o trabalho da Fertbra, que “fortalece as relações entre o Brasil e o Japão através da ginástica.

George Hato e Nelson Leme (Aldo Shiguti)
George Hato e Nelson Leme (Aldo Shiguti)

Nelson Leme disse que o CREF não poderia “obstruir a divulgação desta modalidade, que tantos benefícios proporciona à saude da população”. “Para nós, quanto mais pessoas praticando melhor”, afirmou.
Emocionada, a pesquisadora e professora Valquiria Aparecida, autora do livro Ginástica Laboral – Atividade Física no Ambiente de Trabalho, destacou o momento “simbólico” do encontro da ginástica brasileira com a ginástica japonesa.

Jorge Kinoshita: “Prevenção” (Aldo Shiguti)
Jorge Kinoshita: “Prevenção” (Aldo Shiguti)

Prevenção – Presidente da Fertbra, Jorge Kinoshita se baseou em números para ilustrar a importância da atividade física. “50% da população brasileira não pratica exercício físico e 40% dos praticantes o fazem de forma errada”, enumerou. E prosseguiu: “20% da população brasileira tem pressão alta, 10% tem colesterol alto, 15% sofre de asma e 7% são diabéticos. Ou seja, 50% sofre de alguma enfermidade. Se não fizermos nada, essas estatísticas podem piorar nos próximos anos”, disse Kinoshita, explicando que “temos que estar à frente dos médicos pois trabalhamos na prevenção das doenças”, assegurou Kinoshita, que será um dos homenageados do governo japonês com a Comenda Ordem do Sol Nascente, Raios de Prata da Primavera do 1º Ano da Era Reiwa.

Evento comemorou os 41 anos da Fertbra, 111 Anos da Imigração e os Dias Municipal e Estadual (Aldo Shiguti)
Evento comemorou os 41 anos da Fertbra, 111 Anos da Imigração e os Dias Municipal e Estadual (Aldo Shiguti)
Evento reuniu participantes de cidades do interior (Aldo Shiguti)
Evento reuniu participantes de cidades do interior (Aldo Shiguti)
Juntos e misturados ginástica laboral com ginástica japonesa (Aldo Shiguti)
Juntos e misturados ginástica laboral com ginástica japonesa (Aldo Shiguti)
Comentários
Loading...