SILVIO SANO > NIPÔNICA: Suicídio infanto-juvenil, no Brasil?

Cá pra nós, suicídio sempre foi um tema que me atraiu… Ops! Não que seja um potencial aspirante a entrar nessa estatística… pelo contrário!! É que tive a atenção chamada para isso, de forma contundente, há mais de quarenta anos quando, pela primeira vez, fui ao Japão, surpreendido pela quantidade de suicídios no curto período que passei naquele país. E de jovens!… e por motivos fúteis… para mim, bem entendido.
Dez anos depois, em 1986, quando lá estive outra vez, mais de quarenta jovens se suicidaram logo após uma popularíssima e jovem cantora, Yukiko Okada, ter saltado de um prédio para a morte. E em 1998, o mesmo se repetiu depois que Hideto Matsumoto, guitarrista da banda XJapan, se enforcou com uma toalha.
O interessante é que muitos suicidas repetiram a forma de seus ídolos se matarem. No caso da cantora, teve até um suicídio coletivo com jovens, de mãos dadas, saltando de um edifício; e no do guitarrista uma jovem também se enforcou com uma toalha. Escrevi a respeito, sem “invadir praia alheia”, por meu ponto de vista, de quem morou naquele país muito tempo como atento observador.
Minha pergunta, de cara: por que isso ocorreria em país desenvolvido?
E minha resposta imediata, pelo que também observara nos EUA, outro país desenvolvido… e onde também ocorrem suicídios coletivos, existem seitas fanáticas… e até serial killer, indicava que era exatamente por… serem desenvolvidos!!
Por culpa do cotidiano sempre igual, da falta de criatividade porque tudo lhe está à mão!! No caso japonês, daquela sociedade das aparências, de cobrança extrema, ainda é pior. Por isso tinham ídolos como válvulas de escape. Daí, perdendo-os…
Mas… e por que no Brasil, conforme notícias recentes de alunos dos colégio Bandeirantes, Agostiniano São José, Vértice, etc (?) que fizeram o mesmo?!
Lógico que não tenho a resposta, mas não nego que fui remetido ao caso que me contaram da garota que, tão logo recebeu seu diploma de medicina entregou-o aos pais dizendo: “Taí o que queriam. Agora vou fazer o que quero!!”

Comentários
Loading...