Japonês de 112 anos certificado como o homem mais velho do mundo

O japonês Masazo Nonaka, que reside em Ashoro-cho, Hokkaido, norte do Japão, foi reconhecido pela organização Guinness World Records – o livro dos recordes – como o homem vivo mais velho do mundo e recebeu o certificado em sua residência no dia 10.

Nascido em julho de 1905, Nonaka se dedicou inicialmente à agricultura e silvicultura, antes de assumir a pousada com termas que pertencia ao seu pai. De acordo com o artigo “O homem mais velho do mundo, morador de Hokkaido de 112 anos, abre o sorriso ao comer um bolo” (Asahi Shimbun Digital 20h41 do dia 10 de abril), Nonaka acorda diriamente às 7 da manhã e passa o dia lendo o jornal e assistindo transmissões de lutas de sumô. Costuma jantar às 6 da tarde e depois vai dormir.

Outro artigo, este publicado na versão eletrônica do jornal Mainichi Shimbun de 11 de abril com o título “Sr. Nonaka, japonês de Hokkaido de 112 anos, é certificado pelo Guinness”, “Nonaka toma banho na terma uma vez por semana e, apesar de ser cadeirante, ainda é capaz de comer sozinho”.

Segundo um estudo de 2017, a população japonesa tem cerca de 68 mil habitantes com idade acima dos 100 anos.

Segundo o programa Bom Dia Brasil do dia 2 de julho de 2012 do portal G1, a população centenária no Brasil também já ultrapassou a marca dos 30 mil habitantes. Atualmente, a população brasileira tem quase o dobro da japonesa e tem menos da metade da população centenária. Mas, acredita-se que chegará o tempo em que o Brasil também terá uma sociedade idosa igual à japonesa.

Segundo a Guinness World Records, a pessoa oficialmente mais velha do mundo, independente do gênero, era uma mulher jamaicana de 117 anos que faleceu em setembro do ano passado. A organização ainda está apurando quem é a atual recordista.

Comentários
Loading...