Japan Fest se consolida como um dos maiores festivais de cultura japonesa do país

Cerimônia de abertura do Japan Fest reuniu políticos, autoridades e uma comitiva de Izumisano (Aldo Shiguti)
Cerimônia de abertura do Japan Fest reuniu políticos, autoridades e uma comitiva de Izumisano (Aldo Shiguti)

Mais que se consolidar definitivamente como um dos três grandes eventos de cultura japonesa do país, o Japan Fest deste ano, realizado de 19 a 22, na sede campestre da Associação Cultural e Esportiva Nikkey de Marília, foi também histórico. Na quinta, 19, na cerimônia de abertura, o vice-prefeito da cidade japonesa de Izumisano, na Província de Osaka, Yoshihiko Matsushita, anunciou que Izumisano e Marília devem ser cidades-irmãs. O prefeito de Marília, Daniel Alonso (PSDB), comemorou a assinatura do ofício de intenções.
“Hoje, a cidade de Marília recebe um presente. Nós já temos laço de sangue com o Japão – Marília e Higashihiroshima-shi, na Província de Hiroshima, são cidades-irmãs desde novembro de 1980 – e assim como naquela ocasião, quando o então prefeito Theobaldo de Oliveira Lyrio foi até o Japão e selou essa irmandade, hoje também, 19 de abril de 2018, é uma data histórica ao recebermos a comitiva da querida cidade de Izumisano e sermos surpreendidos pela generosidade do vice-prefeito, que protocolou uma carta de intenções para que Marília e Izumisano se tornem cidades-irmãs”, destacou o prefeito, acrescentando que, “evidentemente, representando toda a comunidade japonesa e toda cidade Marília, abraçamos Izumisano que doravante será irmã do povo brasileiro”.

Cônsul recebeu o título de “Visitante Ilustre” da Câmara Municipal (Aldo Shiguti)
Cônsul recebeu o título de “Visitante Ilustre” da Câmara Municipal (Aldo Shiguti)

Presente no evento, o cônsul geral do Japão em São Paulo, Yasushi Noguchi, que esteve em Marília pela segunda vez desde que assumiu o cargo, em outubro do ano passado, também comemorou. O cônsul lembrou que a história entre as duas cidades teve origem no beisebol e desejou que os laços entre as duas cidades se fortaleçam cada vez mais, “bem como as relações entre o Japão e o Brasil”, destacou Noguchi.
Além do tratado de irmandade entre Marilia e Izumisano, a cerimônia de abertura do Japan Fest, que este ano ano chegou a sua 16ª edição, também teve como ponto alto homenagens ao médico ortopedista Roberto Mizobuchi (in memorian), considerado um dos maiores especialistas de Marília e região em sua área e que faleceu em 2016, aos 63 anos. Dona Lígia, sua esposa, agradeceu a homenagem em nome dos filhos – Livia e Fábio – e destacou que o marido amava a cidade, que o adotou, e amava sua profissão. “Ele teria feito muito mais, se estivesse vivo”, disse Lígia, muito emocionada.

Walter Ihoshi, que receberá o título de Cidadão Mariliense (Aldo Shiguti)
Walter Ihoshi, que receberá o título de Cidadão Mariliense (Aldo Shiguti)

Homenagens – Também foram homenageados o próprio vice-prefeito da cidade de Izumisano e o deputado federal Walter Ihoshi (PSD-SP). Cidadão mariliense, título que receberá no dia 25 de maio durante sessão solene na Câmara Municipal de Marília em homenagem aos 110 Anos da Imigração Japonesa no Brasil – uma iniciativa do vereador Marcos Rezende (PSD) – Ihoshi destacou a importância da homenagem concedida pela Comissão Organizadora do Japan Fest em conjunto com a Câmara Municipal de Marília.
“Sem dúvida que uma homenagem como essa, num momento especial como o que estamos vivendo, ou seja, quando celebramos os 110 anos da imigração japonesa no Brasil, se reveste de um significado ainda mais especial. Essa é uma das três maiores festas da comunidade nikkei no país e esse reconhecimento serve de incentivo, além de mostrar que estamos no caminho certo. Mas ainda temos muito que fazer neste e nos próximos anos por Marília. Temos um longo caminho pela frente e nosso trabalho aqui está bastante focado na área da saúde, com apoio a todos os centros de saúde, e também na infraestrutura”, explicou Ihoshi, lembrando que sua relação com Marília teve início há 10 anos, ainda no seu primeiro madato.
“De lá para cá esse relacionamento vem crescendo a cada ano e felizmente temos podido contribuir um pouco para o desenvolvimento não só de Marília como de outras cidades vizinhas como Tupã, Bastos, Assis, Ourinhos, Araçatuba e Promissão”, disse o parlamentar, que é relator do Cadastro Positivo na Câmara dos Deputados e tem como uma de suas bandeiras a desoneração dos medicamentos.
Uma homenagem endossada pelo prefeito e pelo presidente da Câmara Muncipal de Marília, Delegado Wilson Damasceno (PSDB). “O Walter Ihoshi é um grande batalhador por Marília”, destacou Daniel Alonso.”Um reconhecimento merecido porque o Walter Ihoshi, ano após ano, tem se empenhado em ajudar o desenvolvimento e o fortalecimento da nossa cidade e da região”, afirmou Damasceno.

Ilustre – Homenagens à parte, Ihoshi também exaltou a Comissão Organizadora do Japan Fest, que a cada ano tem apresentado a força de Marília para o resto do país. “Estamos recebendo a visita do cônsul geral do Japão e, pela primeira vez o evento está sendo prestigiado pela presidente do Bunkyo (Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social), Harumi Goya, que também preside a Comissão para Comemoração dos 110 anos da Imigração Japonesa no Brasil”, destacou o parlamentar, acrescentando que a comunidade japonesa em Marília é “muito atuante”. “Estamos trabalhando também para colocar Mairlia na rota da princesa Mako, que deverá passar por Promissão, Araçatuba e em Marília”, concluiu Ihoshi.
Yasushi Noguchi disse estar “muito feliz de poder participar da abertura do Japan Fest”. “Me contaram que o Japan Fest é um dos três maiores festivais de cultura japonesa do Estado de São Paulo. Também estou impressionado com a quantidade de gente que participam deste festival e ao mesmo tempo estou muito orgulhoso pelo fato de a cultura japonesa estar sendo divulgada aqui em Marilia graças a colaboração de muitas empresas lideradas pelo Bunkyo de Marilia”, explicou o cônsul , que recebeu o título de “Visitante Ilustre” da Câmara Municipal de Marília.

Voluntários – Harumi Goya também comprovou o sucesso do Japan Fest, “certamente resultado da soma, durante todos esses anos, dos esforços e dedicação de cada um dos membros dessa comunidade”. “Para nós, que representamos o Bunkyo e a Comissão dos 110 Anos, essa constatação é muito gratificante porque um de nossos principais propósitos ao planejarmos a comemoração dos 110 anos da imigração foi o de prestar uma justa homenagem à memória de nossos pioneiros bem como expressar nossa gratidão a eles e a este país que nos recebeu de braços”, destacou Harumi, que aproveitou para pedir o apoio de Marília no Sorteio Filantrópico do Honda Civic, a exemplo do que ocorreu com o sorteio do Toyota Prius, “quando vendemos 97% dos 25 mil bilhetes postos à venda”.

Voluntários – Em seu discurso, o presidente do Nikkey de Marilia, Keniti Mizuno, disse que o Japan Fest é realizado e organizado “na sua maioria, por voluntários e colaboradores com o objetivo de preservar a cultura e a tradição japonesa no Brasil através da integração e participação de toda a comunidade”.
Keniti agradeceu todos os colaboradores, membros da Comissão Organizadora, voluntários, patrocinadores, Polícia Militar, Prefeitura Municipal de Marília, Câmara Municipal e Governo do Estado de São Paulo (através do Proac) e todos aqueles que direta ou indiretamente contribuíram para a realização da festa.
Por sinal, uma festa que pode ser traduzida pelos números, Durante quatro dias, foram mais de 30 horas de apresentações culturais e artísticas que envolveram mais de 500 artistas – entre iniciantes e destaques da comunidade nikkei – além de mobilizar cerca de 700 voluntários e 15 entidades filantrópicas.

Filantropia – Por isso, como destacou Keniti, “a gratidão faz parte do sucesso deste evento”. Ao Jornal Nippak, Keniti explicou que outro segredo para o sucesso do Japan Fest é “aceitar as críticas para melhorar”. Citou a preocupação com a segurança e o conforto dos visitantes, bem como o caráter filantrópico do Japan Fest. “Nosso objetivo é fazer um evento para toda a família”, concluiu Keniti.
Para o presidente da festa, Leonardo Sasazaki, o sucesso da festa se deve ao trabalho em equipe. “Este ano tivemos o privilégio de recebermos o cônsul geral do Japão e a comitiva de Izumisano. Agradecemos a todos que se empenharam para que pudéssemos ter alguns dias de diversão”, destacou Sasazaki.

Comentários
Loading...