ERIKA TAMURA: Kanagawa International Foundation (KIF)

Faz 3 anos que moro na província de Kanagawa. E a impressão que tenho é que Kanagawa, juntamente com Shizuoka, é a província mais estruturada para o estrangeiro residente no Japão.
Além de várias informações bilíngues, ainda contamos com algumas instituições governamentais ou não, que trabalham no apoio ao estrangeiro no Japão. E uma delas é a Kanagawa International Foundation, ou simplesmente KIF, como chamamos.
O KIF é um órgão do governo do estado de Kanagawa, onde é feito todo um trabalho de apoio e informações aos estrangeiros. É possível a obtenção de informações nos mais variados âmbitos, desde na área de educação, saúde, previdência social, subsídios, até mesmo jurídicos e principalmente informações relacionadas `a desastres naturais.
Mês passado, participei de uma reunião na sede do KIF, representando a entidade onde trabalho, e consequentemente os brasileiros. É um encontro anual, dos líderes comunitários de vários países, e o tema desse ano foi: Técnica de prevenção de desastres naturais.
Formamos grupos de discussões sobre o assunto, e tínhamos que dar ideias de como podemos viabilizar os avisos e as técnicas no caso de um desastre natural. Como faremos para que os estrangeiros se sintam seguros, e quais atitudes têm que ser tomadas se houver um terremoto, por exemplo.
Cada grupo discutiu as ideias, e foi um assunto bem interessante. Descobri coisas que nem imaginei que existia, como por exemplo: lenços umidecidos no tamanho de uma toalha (no caso da falta de água), banheiros provisórios e descartáveis, comidas próprias para casos emergenciais (elas esquentam quando o pacote é aberto). Enfim, foi uma aula e tanto.
Para mim, foi muito importante saber de tudo isso, afinal, eu estive em Tohoku, nas áreas atingidas pelo grande terremoto, e se naquele momento eu tivesse acesso a essas informações, poderia ter ajudado mais.
O trabalho que a KIF desenvolve é bem interessante, e poderia ser usado como modelo para outras províncias com grande concentração de estrangeiros.
Qualquer pessoa pode cadastrar o seu e-mail no site do KIF, e uma vez registrado, passará a receber as informações todas as semanas, no idioma escolhido. E não precisa-se necessariamente ser um morador de Kanagawa.
Eu faço questão de compartihar o máximo que posso, as informações que recebo por e-mail, pois acho muito interessante. Temas como bolsas de estudo para jovens universitários ou colegiais, são de grande utilidade, bem como as informações relacionadas a área de saúde, por exemplo, o teste de AIDS. Esse teste pode ser feito em alguns hospitais, gratuitamente, com total sigilo, basta ir nos dias e locais indicados nos informativos que recebemos pelo e-mail da KIF.
Se entrarmos na página digital da KIF (kijjp.org), teremos acesso `a várias informações, com a possibilidade de download de cartilhas e panfletos informativos. E o melhor de tudo: em português!
O material disponível é tão completo que, estou utilizando para levar para Shimane, em um seminário que estou organizando nesse fim de semana. Shimane é o “novo” estado do Japão com concentração de brasileiros, portanto achei interessante usar o modelo de Kanagawa como exemplo a ser adotado em Shimane.
Para quem pretende vir ao Japão `a trabalho, compensa passar pela home page da KIF e dar uma lida nas informações, principalmente no que diz respeito `a educação e saúde.

Comentários
Loading...