E o Brasil surpreendeu o mundo na Suécia

Equipe masculina terminou em sexto lugar: desempenho histórico (Arquivo Pessoal)
Equipe masculina terminou em sexto lugar: desempenho histórico (Arquivo Pessoal)

Faltou pouco para o Brasil subir no pódio de um Campeonato Mundial de equipes realizado entre os dias 29 de abril e 6 de maio, em Halmstad, na Suécia. Os heróis foram da equipe masculina: Hugo Calderano, Gustavo Tsuboi, Eric Jouti, Vítor Ishiy.
Quem imaginaria que chegaríamos tão perto? Antes só participávamos e tentávamos não cair de divisão.
Como sabem gosto muita da história do tênis de mesa e posso estar enganado, mas na minha opinião foram apenas 3 chances até hoje em Mundiais para subir no pódio.
Em 1959, Dortmund, na Alemanha. Bastava o Brasil de Biriba, Betinho, Ivan e Jackes ganhar da Hungria e já estaríamos entre os quatro para jogar a semifinal com o Japão (mas perdemos de 5 a 0).
Em 2015, Suzhou, na China. Cazuo e Matsumoto e Thiago Monteiro perderam pra Coreia do Sul por 4-3 e tiveram chances de medalha nas quartas de final. Faltaram alguns pontos.
E pude acompanhar agora essa equipe fantástica que honrou nosso país, aqui na Suécia.
Saímos em 2º lugar no grupo com apenas uma derrota para a China. Vencemos a República Checa, Portugal, Coreia do Norte, Rússia e Croácia e perdemos a vaga na semi-final para a Alemanha por 3-1, mas tivemos chances.

Equipe feminina terminou na 22ª colocação (Arquivo Pessoal)
Equipe feminina terminou na 22ª colocação (Arquivo Pessoal)

Parabéns Time Brasil que só perdeu para os finalistas do Mundial.
China conseguiu seu 18º título e desde 2001 não perde esse título.
Já o feminino, com Bruna Takahashi, Jessica Yamada, Gui Lin e Caroline Kumahara, melhoraram somente na segunda etapa da competição, mesmo assim perderam todos seus jogos na 1ª divisão. Derrotas para: Hong Kong, Alemanha, Luxemburgo, Coreia do Sul, Tailandia e Polônia.
Resultado final: Masculino em 6º lugar e feminino 22º lugar.

Comentários
Loading...