AKIRA SAITO: TRADIÇÃO E FAMÍLIA

“A maior herança que uma família pode ter são seus princípios”

 

No ocidente o nome tem seu valor por ser algo que determina a sua individualidade. No Japão especificamente, o sobrenome tem um grande valor por determinar a sua responsabilidade não apenas por si, mas por toda a família e sua história. Seus atos refletem diretamente no sobrenome, para o lado positivo e também para o negativo. Não apenas no sentido figurado, mas também legal, onde uma dívida adquirida por uma pessoa pode ser cobrada da família, por exemplo, caso esta não a pague. Por esta e muitas outras razões, os japoneses respeitam imensamente as tradições familiares e as mantém como um verdadeiro legado.

No Budo (Caminho Marcial) o fator família é tão importante quanto a própria arte. As artes se mantiveram por muito tempo dentro de suas próprias famílias e muitos de seus segredos são até hoje considerados “tesouros” e sua manutenção é baseada sempre em princípios. Um líder máximo de uma arte recebe o título de “Soke” e que em uma tradução livre seria “Líder da família”, já que se pressupõe que a arte é uma herança e que deve permanecer dentro da família. Este senso de responsabilidade ajuda o indivíduo a manter seu foco no que a arte propõe: Que é moldar um ser humano melhor, mais justo e que seja útil à sociedade, deixando claro que sua ações, se forem “negativas” podem manchar a reputação de todo um legado, de todos os antepassados de um sobrenome.

Talvez as pessoas devessem pensar um pouco mais sobre a “herança” deixada por seus pais (avós, bisavós, etc.) e se sua educação e ações atuais correspondem a tudo que “Eles” lhe ensinaram.

Uma sociedade não é formada apenas por “pessoas”, mas também por seus princípios.

Cada um de nós precisa fazer a sua parte!!!!!

GANBARIMASHOU!!!!!

Comentários
Loading...