AKIRA SAITO: BUDO E SEUS PARADOXOS

“O caminho busca a perfeição, que a consciência de sua inatingibilidade transmuta em sabedoria”

 

Talvez a parte mais difícil do aprendizado de qualquer Arte Marcial Japonesa seja o entendimento dos conceitos relacionados ao código moral do Budo (Caminho Marcial). Baseado quase sempre em paradoxos, prega peças constantes em praticantes “iniciantes” e “avançados”, já que em várias fases transparece um “conhecimento” digno de certezas. Muitos destes praticantes ao completar alguns anos dentro da Arte Marcial, se julgam “experts” em determinadas afirmações. O que muitos não entendem é que todo o conceito das Artes Marciais foi elaborado para a transformação e melhoria do ser humano e que tais certezas podem ser válidas para aquele instante, mas que no instante seguinte pode não fazer nenhum sentido. Uma Arte de Guerra que hoje proporciona Paz à quem pratica, servindo de ferramenta para o auto conhecimento.

Todo o aprendizado é para ser utilizado como forma de auto aperfeiçoamento e não base para críticas a terceiros. O Caminho percorrido precisa ser pessoal e os resultados cabem exclusivamente a cada um.

Assim também é no nosso dia a dia. Muito se critica a respeito dos “outros” e pouco se faz em prol de uma auto avaliação. Seria muito mais produtivo se cada um se esforçasse mais em corrigir seus próprios erros do que apontar o das outras pessoas.

A vida é cheia de paradoxos e cabe a nós termos a humildade de reconhece-los.

Uma sociedade melhor se faz de pessoas que querem primeiramente melhorar a si mesmos. Vamos então cada um fazer a sua parte!!!!!

GANBARIMASHOU!!!!!

Comentários
Loading...